segunda-feira, 5 de abril de 2010

me deserda (eu não sou mais aquela)

me deserta,
o erro é meu mas a culpa não é certa.
o muro é alto mas a porta sempre esteve aberta.
Me deserda!

2 comentários:

Vivo em Abundãncia disse...

Eu posso desensocar e desentolher seu caminho, serve?

rsrs Beijos !!!

Eliza Moreno disse...

vixiiiiiiiiiii