segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Quebrando tudo
ou quase,
me livrando do lixo
que deixei acumular nas gavetas
me livrando enfim das falsas poesias
dos poemas concretos em páginas amarelas
pq hoje é dia de gritar
'' EU SEI MUITO BEM QUEM SOU EU''
por hoje não preciso de muito pra me explicar;
hoje eu não tenho explicação.
A porta está mais uma vez aberta


Um comentário:

Rafael disse...

que o vento entre pela passagem que a porta deixou e areje seus pensamentos e refresque e renove sua vida.